Glee 3.19 – “Prom-asaurus” – Resenha

Quando faço as reviews, gosto de ter assistido pelo menos duas vezes o episódio…. Atualmente, me desaponto na primeira vez e depois me animo na segunda… desta vez foi diferente, terminei de assistir e me senti satisfeito, mesmo Rachel *______*  com apenas um solo…rs

O episódio anterior começa com Rachel se preparando para a realização do sonho – Lê-se NYADA, neste, vemos a nossa estrela máster em fase de conformação, e como ela mesma disse: voou tão alto que o sol derreteu suas asas… Era hora de se concentrar no imediatismo. Mas, alguém pensava ao contrário, nossa Srt.ª Johnson.

Sim, Becky! Simples assim, mais confiante do que alguém que vá investir na Coca-Cola, ela ensaia seu aceno real, samba na cara da Rachel e ainda é corada a rainha do Anti-Prom ao lado do Puck, após humilha-lo no Strip-Poker, além disso, quem quebraria as coisas da Sue e cometeria bullying na cafeteria de modo inconsequente? Somente Becky Johnson! Nem mesmo Brittanny escaparia impune!

Falando em Brittanny, vale dizer que ela roubou a cena em todas as vezes que apareceu? Fazia tempo que não ria tanto em um episódio de glee e devo dizer que a Srt.ª Pearce foi responsável por grande parte das minhas gargalhadas , o fato dela desconhecer o próprio comitê do baile e chama-los de terroristas por não terem noção de que as nuvens não suportariam um castelo foi demais,  e a escolha do tema, nada mais excêntrico e digno da nossa Britt! Uma palavra: Hilário!

E como todo baile escolar americano, é necessário eleger a Rainha e o Rei, e uma lista sem Quinn e Santanna seria incompleta, o fato de termos Finn e Britt competindo também é inédito, e nada como mais dois personagens avulsos para terminar a lista.

Para a contagem dos votos, nada mais justo que Quinn e Santana, na melhor ação do: “coloque os inimigos mais perto ainda em situações como essa” e aviso: NADA de GEL!

Dito isto, nada melhor que a explosão da Rachel após ver o cartaz da campanha de “Fuinn”, entendo sua situação, e qualquer coisa, por mais  simples que seja nestas circunstancias é motivo para cavar um pouco mais a cova da auto piedade, logo, Big Girls Don´t Cry  cai como uma luva, preferia o  Kurt cantando apenas uma estrofe não o refrão, mas, com a letra, tudo faz sentido, e é nos momentos mais difíceis que surgem as soluções mais absurdas, que podem ser boas ou não, é o caso do nosso anti-Prom, que não foi bem sucedido como o do Logan em Verônica Mars, mas, mostrou o que realmente importava naquele momento: Estar com os amigos.

E o baile abre apropriadamente com Dinosaur by  Brittanny ak Ke$ha, Enquanto a música rola posso dizer o quão adorável Sue esteve neste episódio? Não teve ações exagerada, simplesmente a boa e excêntrica Sue de sempre, curti! Além disso, Finn descobre o segredo de Quinn, que não está mais tão paralítica como todos pensavam, Quinn foi um pouco egoísta sim, mas, acho que o Finn exagerou um pouco na reação, bastava um Tchau de boca cheia que resolvia a situação.

E para melhorar seu ânimo, Santana arrebenta com a balada romantica “I love you like I love song baby”, ao que sem hesitação ele busca sua outra metade, e diga-se de passagem um dos momentos mais lindos de finnchel!

Assim como no baile anterior, os meninos do New Direction cantam dessa vez o maior sucesso da band boys One Direction exalando feromônios, levando as menina de McKinley High  a loucura.

E antes de finalizar o melhor Prom EVER segundo Brittany (e eu concordo,pois com certeza superou o anterior) temos outro momento faberry, Rachel se redime,  E Quinn percebe após ganhar a eleição, que não mudou nada na vida ganhar uma coroa, ao que resolve fazer uma  boa ação, convencendo Santana a coroar nada mais e nada menos que: Rachel Berry!

Após a coroação, é a vez de Take my Breath away, interpretada por Quinn e Santana que literalmente tiram nossa respiração, e devo concordar com Tina, não queria que o episódio acabasse, nem mesmo glee, episódios como esse me fazem sonhar com uma 4ª, 5ª… 8ª .. 10ª temporada, embora eu ache difícil chegar tão longe, vontade é o que não falta e se depender de mim e se forem bons os episódios, poderia continuar para sempre!

P.S.1: Adoro ver A Rachel tentando controlar crises, nessa hora ela solta sua veia cômica

P.S.2: Finalmente começo a aceitar Joe e Quinn, gostei desta vez da cena na terapia.

P.S.4: Finalmente Puck consegue batizar o famoso Ponche de Sue.

P.S.Final: E a Audiência subiu : 6,5 milhões de espectadores, vamos torcer para que continue subindo.

2 Respostas para “Glee 3.19 – “Prom-asaurus” – Resenha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s